e-SicFacebookYoutube
-

Notícias

Cidade termina o ano de 2017 com ótimos índices na queda da criminalidade

Comandante da 2ª Cia da Polícia Militar, capitão Wagner Batista

08/01/2018

Baixo Guandu terminou o ano de 2017 com ótimos índices na queda da criminalidade, segundo estatística divulgada pela 2ª Cia do 8º Batalhão da Polícia Militar. Um dos destaques foi a diminuição do número de homicídios: há mais de 200 dias não se registra nenhum assassinato no município.
 
O comandante da 2ª Cia da Policia Militar, capitão Wagner Batista, esteve na Câmara Municipal no final de 2017, fazendo um balanço das ações de segurança executadas em Baixo Guandu, quando através de números demonstrou as atividades da PM na prevenção à criminalidade.
 
Segundo a Polícia Militar, em 2017 aconteceram 11 homicídios em Baixo Guandu, uma queda em torno de 60% desde o ano de 2012, quando foram registrados 25 crimes de morte no município. O último assassinato aconteceu em Guandu no mês de maio de 2017 – portanto são mais de 200 dias sem este tipo de ocorrência.
 
“Estamos no caminho certo, registrando queda constante nos assassinatos nos últimos 3 anos. Todo este trabalho envolve o apoio do comando do 8º Batalhão da PM, as ações preventivas de segurança, o aumento no efetivo policial e também o envolvimento da sociedade, através do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, o GGIM, que se reúne periodicamente para discutir as ações de segurança”, falou o capitão Wagner.
 
O GGIM foi criado pela Prefeitura em 2013, quando a segurança pública em Baixo Guandu atravessava uma crise séria. Este Gabinete Integrado envolve desde aquele ano reuniões periódicas para discutir a segurança, com participação das Policias Civil e Militar, Promotoria Pública, Poder Judiciário e membros do Governo Municipal.
 
Na apresentação feita na Câmara Municipal, o capitão Wagner Batista apresentou outros números relacionados à segurança em Baixo Guandu: são 63 policiais atuando no município e em Itapina, com 4.399 ocorrências registradas em 2017; foram feitas 984 operações policiais, resultando, entre outros, na apreensão de 6,3 kg de maconha mais 250 buchas e 7 cigarros; 87 papelotes de cocaína e 3 pinos, além de 118 pedras de crack.
 
No mesmo período foram detidas 428 pessoas e a Polícia Militar realizou 143 visitas tranquilizadoras a mulheres vítima de violência doméstica. O número de crimes contra o patrimônio somou 277 ocorrências, apresentando estabilidade variável desde 2013.
 
Com relação aos crimes contra o patrimônio (furtos e roubos), o capitão Wagner Batista explicou que a PM hoje é acionada com maior frequência, em função da própria confiança da população com relação ao trabalho da polícia. Em 2014 houve 276 casos, 235 em 2015, 236 em 2016 e 277 em 2017.
 
O capitão Wagner Batista ainda comanda a 2ª Cia do 8º Batalhão da PM em Baixo Guandu, mas despede-se da cidade em fevereiro, quando se afastará para fazer curso especializado que permite a promoção à patente de major. No mês de janeiro, nas férias do capitão Wagner, responde pela Companhia em Baixo Guandu o capitão Cleiton.
 
Queda nos assassinatos
Um dos graves problemas da segurança pública em Baixo Guandu, era o elevado número de homicídios. Em 2012, por exemplo, foram registrados 25 casos assassinatos e no ano seguinte o prefeito Neto Barros, alarmado com a situação, criou o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (o GGIM), que passou a atuar juntamente com os órgãos de segurança.
 
Os resultados não demoraram a aparecer: já em 2015 os assassinatos caíram para 15 casos, em 2016 foram registradas 12 ocorrências e no ano de 2017 mais uma queda: 11 homicídios. 
Para o prefeito Neto Barros, a segurança pública em Baixo Guandu exigiu uma ação que envolvesse de forma mais ampla a sociedade.
 
 “A criação do GGIM, em 2013, foi muito importante e passamos a discutir as ações de segurança de forma conjunta, uniforme, analisando a crise que era muito forte. Hoje a situação é completamente diferente. O guanduense se sente muito mais seguro e os mais de 200 dias sem homicídio são um indicativo de que o trabalho trouxe grandes resultados”, explicou Neto Barros.

O prefeito quer, no entanto, que as ações de segurança continuem buscando mais eficiência, tanto que o Gabinete de Gestão Integrada Municipal não será desfeito e permanecerá atuando para melhorar ainda mais os índices.
 

ES

BrasãoRua: Francisco Ferreira, n°40 Bairro: Centro CEP: 29730 – 000
Tel.: (27) 3732 – 8900 | Fax: (27) 3732 – 8900
CNPJ: 27.165.737/0001-10

Desenvolvido por DesignMaster Agência Digital